INTIMIDADE

SÍNTESE DOS TÓPICOS A SEREM DISCUTIDOS NO CURSO SOBRE “INTIMIDADE, APEGO E CONFIANÇA”

com IARA L. CAMARATTA ANTON, em POA, 31/03/17 e 01/04/17

 

 

“Íntimo” é aquilo que está no âmago, nas entranhas do ser. “Intimidade” é algo que pode se passar tanto no interior do indivíduo (“eu comigo mesmo”), quanto entre pessoas muito próximas, unidas por laços de sangue e/ou de afeto.

Curiosamente, há aqueles casos em que se faz necessário um reforço na demarcação de fronteiras interpessoais, pois “privacidade” é um dos fatores essenciais à qualidade do vínculo – tão importante quanto o amor e a confiança mútuos… (Recortes de “O casal diante do espelho”, III edição).

 

- O que entendemos por “intimidade”? Uma breve análise sobre intimidade, self e falso self. A ânsia em preservar imagens, em detrimento do conteúdo.

- Como se desenvolve a intimidade do indivíduo consigo mesmo? A que se devem quadros de alexitimia (não reconhecer e/ou não saber expressar os próprios sentimentos) e de que forma esta pode afetar os vínculos humanos?

- Alteridade. O estabelecimento de fronteiras interpessoais, o direito à privacidade e seu valor. O eu, o outro, o reconhecimento e o respeito mútuos.

- Segredos, reflexões de ordem clínica.

- Tabus familiares como proteção e impedimento à intimidade.

- O estágio da paixão e as ilusões de intimidade.

- Da paixão à construção do vínculo do amor.

- Excesso de intimidade como impedimento ao erotismo conjugal.

- A intimidade pessoal e conjugal no setting e no processo terapêutico.