Segredos na adolescência

Ah, e quanto à adolescência?

Segredos, mais do que nunca, aparecem.
Alguns são confidenciados aos melhores amigos, com nos quais imperam solidariedade e confiança mútuas, sendo possível que se criem laços profundos e duradouros.
Outros, porém, fazem mau uso do “arquivo confidencial”, são cínicos e traiçoeiros, exercem algum tipo de “má influência” não sabendo, inclusive, guardar segredos. 
Eventualmente, parte do território íntimo é aberto aos pais ou a outras pessoas mais velhas que, de alguma forma, os representam. Mas o fato é que, para cortarem o “cordão umbilical”, que os liga à própria infância, a tendência é que se afastem dos adultos, e se unam aos seus contemporâneos.

É uma fase na qual territórios antes privativos tornam-se secretos, com suas fronteiras fortemente demarcadas, funções estas saudáveis e necessárias. tendo em vista:
1. Emancipar-se dos pais ou, talvez, de toda a família de origem.
2. Fazer frente a autoridades constituídas, em aspectos que os adolescentes consideram discutíveis.
3. Fortalecer a própria identidade e a responsabilidade por suas próprias escolhas.
4. Crescer enquanto pessoa e, neste sentido, alguns de seus segredos não são compartilhados, de fato, com ninguém.

Crescer é um processo desafiador. Implica em curiosidades, anseios e temores. Em ousadias e em recuos. Em sucessos e insucessos.. .Para deixar o lugar relativamente seguro da infância, faz-se necessário um novo abrigo, têm que haver novas redes de pertencimento. E tudo tem seu preço… Boa parte dos que se vivencia, sente e pensa é, naturalmente, mantido em silêncio. Isso pode ser bom. Ou ruim…

Sabemos da possível existência de segredos nocivos. Aqueles que envolvem álcool e drogas, bulimia e anorexia; atividades sexuais consideradas de risco; automutilação; transgressões a regras familiares, escolares e sociais; cumplicidade com indivíduos ou grupos fora da lei…

Evidentemente, os pais se preocupam e muitos professores têm enorme dificuldade em administrar suas atividades docentes, sendo permanentemente desafiados pelos alunos. Como distinguir o joio do trigo? Como agir e reagir em situações que envolvem possíveis conflitos?

Essencial é compreender a necessidade que os jovens têm de estabelecer limites e de preservar a própria intimidade, em favor de seu desenvolvimento pessoal. Também é essencial o respeito à alteridade, a confiança e o amor mútuos. A certeza de que podemos contar, uns com os outros. Quem sabe, de contar com a ajuda de profissionais da educação e da saúde (física e mental) para evitarmos situações de impasse ou dela sairmos, da melhor forma possível….

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, meme e textoA imagem pode conter: 1 pessoa
A imagem pode conter: 1 pessoaA imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, close-up