Vínculos e Saúde Mental – Iara L. Camaratta Anton – Editora Sinopsys

 

Vínculos e Saúde Mental analisa a influência das relações de apego na construção e na preservação da saúde mental e/ou na sua retomada, através de alianças terapêuticas efetivamente estabelecidas, o que passa pela necessidade de se compreender e respeitar os demais elos do paciente. Demonstra como conflitos de lealdade frequentemente se  interpõem às mudanças necessárias. Este livro, portanto, destina-se especialmente a profissionais da saúde física e mental e a educadores, pois todas estas áreas têm nos vínculos um de seus principais ingredientes de sucesso.

 

Em tempos nos quais a rapidez, a pressa e a produtividade imperam, a fluidez tende a ser uma consequência natural. Ela, que poderia significar espontaneidade e ser fonte de bem-estar, acaba mostrando sua face oculta, que implica em laços frágeis, em solidão, e em novas modalidades de sofrimentos psíquicos. Alguns transtornos emocionais, especialmente na linha do humor, da ansiedade e da sexualidade humana, tornam-se, neste contexto, cada vez mais comuns.

 

Baseado nestes fatos, “Vínculos e Saúde Mental” nasceu com a intenção de estimular reflexões a respeito de nossos elos pessoais e profissionais. Procura analisar algumas questões como:

– Em que aspectos as palavras “apego, vínculo e aliança” podem ser tomados como sinônimos? O que as diferencia?

– Que ingredientes ou que vivências são decisivos em sua construção? Como se formam ou se deformam, no seio das famílias, das escolas e da sociedade? Quais as principais funções dos “bodes expiatórios, ovelhas negras, pacientes identificados, etc.” em relação aos meios de pertencimento?

– Quando existe a busca de ajudas terapêuticas, independente da abordagem eleita, o que dificulta e o que favorece a adesão do paciente e a colaboração de sua família?

– Caso o paciente tenha parceiros amorosos e sexuais, como sua família de origem, o cônjuge e principais amigos podem ser levados em conta pelo terapeuta, independente da abordagem eleita? Em que circunstâncias tendem a ocorrer fantasias persecutórias e como estas podem ser prevenidas e tratadas, de modo a favorecer a aliança terapêutica e a consequente adesão ao tratamento?

– O que caracteriza um profissional com empatia e competência na formação de bons vínculos, de modo a, por sua atitude, favorecer o êxito terapêutico, na medida do possível?

 

“Vínculos e Saúde Mental tem como foco a formação de laços interpessoais e o reflexo destes no psiquismo humano. Apoia-se, em grande parte, na Teoria do Apego, de Bowbly, e em contribuições diversas, por parte da Psicodinâmica, da Psicanálise dos Vínculos, das Terapias Sistêmicas e das Terapias Cognitivo Comportamentais da Terceira Onda. A partir desta visão multidisciplinar, indivíduo, casal e família estão em pauta, em diversos capítulos, nos quais diferentes teorias vêm acompanhadas por ilustrações clínicas preciosas. Parte desta obra inclui capítulos do livro “Homem e Mulher – seus vínculos secretos”, devidamente revisados e atualizados.

 

Se tivéssemos que selecionar algumas palavras-chave, estas seriam: apego; vínculos; solidão; intimidade e confiança; saúde mental e aliança terapêutica.